12 de dez de 2014

Celebração da Disciplina - Richard Foster

Tenho lido muitos livros de Teologia Sistemática, por conta do meu curso teológico. Sei da importância deles, mas desde quando fundamos o Blog, temos selecionado mais livros que trazem um desafio de mudança espiritual, livros que de algum modo nos transformaram, e cremos ter o mesmo poder para com os leitores.

Apesar dos muitos livros sistemáticos, um professor sugeriu essa preciosidade de Richard Foster. Não sei como dizer a você, de forma que te persuada a não partir dessa vida sem ler. Bem... vou tentar expondo um pouco do que é o livro.

Foster entende que a espiritualidade tem como base 13 disciplinas divididas em três grupos: Disciplinas interiores, Disciplinas exteriores e Disciplinas associadas.

Disciplinas como Meditação, Jejum, Solitude, Confissão, tem conceitos completamente errados no meio cristão, e por isso os crentes, ou não praticam, ou praticam equivocadamente, trazendo grandes prejuízos à espiritualidade.

Tomo como exemplo a Meditação. Foster vê que o tema é completamente estranho aos crentes hoje, porque a prática ficou “patenteada” às religiões orientais. Há vários exemplos bíblicos de meditação:
“Saíra Isaque a meditar no campo, ao cair da tarde...” Gn 24:63
“No meu leito, quando de ti me recordo, e em ti medito, durante a vigília da noite.” Sl 63.6.

A meditação está associada também à contemplação da natureza. Há muitos Salmos que o escritor parte de um elemento natural: o pôr do sol, a lua, os animais, a chuva. Depois da contemplação vem o louvor ao Deus criador.

Foster é bastante insistente em dizer que a disciplina não é um dogma, não é algo que pode ser mecanizado, você perceberá isso com mais clareza ao ler sobre o jejum, que alias, mudou completamente o meu conceito. E eu confesso que era da ala mais conservadora com relação ao jejum, ou seja, que não via muita a necessidade.

Há muito que poderia escrever aqui, mas deixarei apenas essa palhinha para você perceber a preciosidade da leitura.

Compre este livro na loja virtual da Editora Vida

14 de nov de 2014

Lutando contra a incredulidade - John Piper

Quem me conhece sabe… às vezes eu fico brava!! Não que isto seja correto, mas é que algumas ‘revoltas’ poderiam ser evitadas.

Hoje estou zangada por duas coisas: (1) pelo meu atraso em trazer novas sugestões pra vocês e (2) pelos meus amigos não terem indicado este livro pra mim, antes.

Confesso, lutando contra a incredulidade era o tipo de título que eu fugia. Pudera, quem peca costuma fugir da bronca. E eu achava que o John Piper iria arrasar com a minha 'beleza' quando eu fosse lê-lo.

Mas a gente sempre faz uma tempestade em copo d’água e a verdade é que este livro é confrontador, porém de um modo extremamente amoroso. Tal qual o pai disciplinando o filho que ama.

Há uma frase de Jesus que eu gosto muito e diz: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos” (João 14.15). A verdade é que, só guardamos os seus mandamentos se o conhecemos. É como Paulo disse: “…eu não teria conhecido o pecado, senão por intermédio da lei” (Romanos 7.7).

Então é isso que o Piper faz nos convidando a uma reflexão sobre nossas motivações, sobre nossa esperança na graça futura. Por esta razão eu recomendo veementemente que adquira e desfrute desta maravilhosa leitura, a fim de cada dia mais se tornar parecido com Jesus, em santidade de vida.

Forte abraço.

Adquira na Editora FIEL

4 de ago de 2014

Futuros Homens - Douglas Wilson


Oi, leitores,

Sumimos, mas não para sempre. A vida tem exigido tanto de nós, que somos culpados quando admitimos que a leitura tem sido sufocada, muitas vezes. Mas mesmo assim, eu coloquei aquele objetivo na mente: não posso deixar nossos amigos ‘baluarteiros’ sem indicações de livros. Vocês acabam sendo o meu incentivo. Obrigada!

Sou daquelas pessoas que gostam de lembrar o passado, sonhar com o futuro... err... às vezes acabo esquecendo de viver o presente. Confesso! Mas é algo que tenho buscado melhorar em minha vida pessoal. Mas quando a gente pensa em futuro, parece que tudo é perfeito, a gente esquece de pensar os detalhes que realmente importam. Por exemplo, se você é garota, deve pensar em ter determinado número de filhos e, na sua cabeça, eles são bem comportados e não dão absolutamente nenhum trabalho.

Mas até onde eu sei, isso é utopia, rsrsrs. Filhos não nascem sabendo como viver no mundo. E pior, filhos não nascem sabendo como ser cristãos no mundo. Isso precisa ser ensinado. E de quem é a tarefa? Nem dos avós, nem da escola, nem de ninguém mais, só dos pais.

Ok, acho que deu pra impactar um pouco. Agora é hora de contar a parte maravilhosa... encontrei um livro excelente para quem for educar MENINOS. E não é daqueles livros clichês não, é livro bom, que ensina o garoto a ser forte para enfrentar uma batalha e doce para cuidar/encantar a esposa.

Eu, sendo você, não deixava de adquirir esta preciosidade não. Agora... um à parte: nada contra meus amigos presbiterianos, mas o autor podia ter poupado alguns comentários inúteis quanto aos batistas, rsrs.

Corre lá na CLIRE e pede seu exemplar, garanto que pondo em prática, teremos futuros homens de valor, nessa sociedade cada vez mais carente de garotos dessa estirpe.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...