6 de nov de 2010

Calvinismo - As Antigas Doutrinas da Graça

O famoso evangelista batista Charles H. Spurgeon, viveu em em uma época semelhante a nossa, onde prevaleceu uma insatisfação para com o calvinismo, não hesitava em declarar que não concebia pregação do evangelho que não fosse calvinista:

"Minha opinião pessoal é que não há pregação de Cristo e este crucificado, a menos que se pregue aquilo que atualmente se chama calvinismo. É cognome chamar isso de calvinismo; pois o calvinismo é o evangelho e nada mais. Não creio que possamos pregar o evangelho... a menos que preguemos a soberania de Deus em sua dispensação da graça; e também a menos que exaltemos o amor eletivo, imutável, eterno, inalterável e conquistador de Jeová; como também não penso que podemos pregar o evangelho, a menos que o alicercemos sobre a redenção especial e particular do seu povo eleito e escolhido, que Cristo realizou na cruz; e também não posso compreender um evangelho que permite que os santos apostatem depois de haverem sido chamados".

Que sistema teológico é este que ficou conhecido pelo nome do grande reformador francês do séc. XVI? Qual é a essência do calvinismo? Quais as verdades distintivas do calvinismo como sistema doutrinário?

Paulo Anglada responde a estas questões de uma forma simples e clara, afirmando que o calvinismo é o evangelho dos grandes pregadores do passado como Agostinho, Lutero, Calvino, John Knox, Tyndale, Latimer, os puritanos, Jonathan Edwards, Whitefield, Newton, Spurgeon, J. C. Ryle, Martyn Lloyd-Jones, Packer e os grandes missionários como John Patton, David Brainerd, David Livingstone, William Carrey e tantos outros.

Este livro aborda temas centrais da doutrina calvinista, como os cinco pontos do calvinismo, a relação entre calvinismo e evangelismo e as implicações práticas do calvinismo na vida cristã.

É necessário ressaltar em nossos dias a importância das antigas doutrinas da graça. Elas podem produzir grande bem. É uma pena que essas doutrinas tenham sido largamente abandonadas. Precisamos considerá-las melhor, precisamos estudá-las mais profundamente, crer firmemente nelas e pregá-las com convicção, ousadia, sinceridade e graça, para o bem da Igreja, para a conversão dos perdidos e para a glória do nosso Deus.

Ao SENHOR pertençe a salvação! (Jonas 2.9)

Loja virtual da Editora Os Puritanos: http://www.puritanos.com.br/

Um comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...